domingo, 29 de dezembro de 2013

saudades muitas saudades

Como é a dor de perder dois  filhos amados? Se pudesse explicar diria que: É a dor de um vazio que se abre É sentir um pedaço do coração faltar É olhar para o horizonte e vê-lo triste É olhar pra trás e viver de recordações, De belas lembranças e sentir As lágrimas rolar pelos olhos Como uma torneira aberta E não ter como fechá-la. É sentir um nó se fazer na garganta E que fica a sufocar... É ter milhões de motivos Para continuar a viver Mas nenhum deles ser suficientes Para nos levantar. Vendo cada vez esta, mas só, querendo entender porque tudo isto. Mas não conseguir aceitar. Para suportar a dor de perder dois filhos É viver pela Fé É não fazer perguntas para Deus. Que muitas vezes é difícil esta caminhada de tanto espinhos, dor, sofrimento e lagrimas. Tive uma infância difícil com muitas desilusões, que não mudou agora depois de grande. Hoje eu me pergunto ser feliz, ter uma família ser amada é pedir muito?  Não sei qual é o propósito de Deus mais peço força para suportar tudo que vem acontecendo comigo, sei que jamais irei entender o que Deus tem preparado para mim. Luto a cada dia a superar estas situações, a viver mais um dia. Hoje eu entendo porque muitos cometem suicido depois de uma perda. Esta tudo ligado com a perda falta de carinho, se sente muito só, se perde a vontade de lutar e se tornamos uma pessoa triste e muita vez amarga causado pelo sofrimento. É muito difícil entender. Hoje eu vivo para os meus dois filhos que Deus deixou comigo, tento superar este sofrimento sem que os meus filhos sofram também com a minha dor. Vivo em oração constante Quando a dor da saudade apertar.   Clamo e peço misericórdia para o meu bom Deus que me perdoe, pois estou tentando a aprender a viver novamente. De uma maneira diferente Onde a alegria é temporária E o vazio é constante Principalmente nos momentos Em que a família se reúne Em datas comemorativas, festivas, Mas, é manter a paz Pois mesmo na dor Sente a presenças dos filhos a Nos confortar. Agora estamos para se iniciar mais um ano novo, não sei como será esta minha nova caminhada deste ano de 2014. Mais peço misericórdia de Deus e que ele me de muitas forças para não fraquejar e suportar todos os obstáculos, com sabedoria para entender toda esta situações. Meus dois filhos amados que esta com Deus este jamais irão vêr-los aqui outra vez, mais estará sempre em minhas orações e no meu coração sofrido por sentir a falta do Domenico Augusto e Elise Maria filhos muito amada e desejado por mim.
Peço que Deus proteja a Rafaela Lisandra e o Alison Gabriel que é por eles que vivo.
Este é um desabafo de uma mãe  que perdeu dois filhos amados.


Nenhum comentário:

Postar um comentário